MENU

AVE MARIA

Ave-Maria, cheia de graça! O Senhor é convosco Bendita sois vós entre as mulheres e Bendito é o Fruto do vosso ventre, Jesus Santa Maria Mãe de Deus, rogai por nós os pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém

Menu Deslizante

Páginas

OLÁ!

http://img1.picmix.com/output/pic/original/1/8/8/9/3899881_962d3.gif


quarta-feira, 27 de maio de 2015

CHAGAS DE JESUS

Cristo mostrou suas chagas para gravar em nosso coração os sinais de seus sofrimentos; e, quarto, para evocar em nós compaixão, de modo que não o crucificássemos de novo com os cravos de nossos pecados….Cristo mostra-nos as chagas em suas mãos, seus pés e no seu lado e diz: ‘Vejam as mãos que criaram e formaram vocês; vejam como foram perfuradas por cravos… “Quando nosso Senhor mostrou aos apóstolos as chagas em suas mãos, seus pés e na lateral de seu corpo, ele repetiu: ‘A paz esteja convosco’. Somente se mantivermos em nosso coração a memória das chagas de Cristo e ouvirmos suas palavras, encontraremos a verdadeira paz de coração. (p.220. Madeline Pecora Nugent…);

Santo Antônio e o menino Jesus

O barão abriu os olhos e ergueu a cabeça. Levantou-se e sacudiu um joelho e então o outro, para afastar a rigidez que os acometera…o corredor que levava aos seus aposentos estava fracamente iluminado com uma única tocha no centro. Junto ao quarto do barão havia um quarto de hóspedes em que Antônio estava alojado.

Os superiores de Antônio tinham-no instruído a escrever seus sermões da Páscoa para que outros sacerdotes pudessem usá-los…Por isso, o barão esperava ver…a luz de vela sob a porta de Antônio. Em vez disso, o que ele notou foi um brilho intenso. Ao mesmo tempo, ouviu o balbucio de uma criança no quarto….nenhum dos servos da casa tinha criança pequena…a essa altura, a criança estava dando risadinhas…o barão inclinou-se e espiou pelo buraco da fechadura…Antônio estava banhado por uma luz, que vinha de uma criancinha…sentada um pouco oscilante sobre o livro mais grosso.

Enquanto o barão observava, o frade segurava as mãos na frente da criança, seus dois dedos indicadores estendidos para o bebê. A criança levantou as mãos e agarrou um dedo com cada uma das mãozinhas…com a ajuda do sacerdote, pôs-se na ponta dos pés. As pernas do garotinho subiam e desciam, enquanto ele ria…

O sacerdote virou o rosto para a porta, pois a criança subitamente estendeu os braços exatamente na direção do senhor do castelo. Enquanto o garotinho fazia isso, quase caindo dos braços do sacerdote, o barão curvou a cabeça em espanto por uma fração de segundo. Quando ergueu os olhos de novo, os braços de Antônio estavam vazios…

O barão curvou a cabeça e ajoelhou-se. Estava espantado demais, comovido demais, com profunda alegria, até para chorar….”Meu senhor”, disse o frade suavemente, “Cristo permitiu que você o visse e recebesse sua mensagem.(p.230-233. Madeline Pecora Nugent…);

O notário…ao dobrar a rua, viu um frade de túnica cinza que não lhe era familiar caminhando em sua direção. Quando o notário chegou perto, o frade olhou para ele, então se ajoelhou e baixou a cabeça até o chão. O notári continuou a cavalgar. O novo frade deve pensar que sou um rei, pensou ele. Poucos dias depois, o notário vo0ltou a se encontrar com o frade. Dessa vez, o notário estava cambaleando, meio bêbado, saindo da taverna local com uma das prostitutas da cidade pendurada em seu braço. De novo Antônio ajoelhou-se e curvou a cabeça até o chão.

No dia seguinte, quando a mente do notário ficou lúcida, ele pensou no segundo ato de reverência do sacerdote. Talvez esteja zombando de mim. Mais duas vezes aconteceu este mesmo tipo de incidente. O notário começou a se sentir constrangido. Observava por onde caminhava ou cavalgava e, se via algum frade de túnica cinza na mesma rua, tomava outro rumo….O notário estava cavalgando pela praça cheia de gente, quando, ao contornar a tenda de um agricultor, defrontou-se com Antônio. De novo, o padre ajoelhou-0se e curvou-se.

Enquanto duas jovens senhoras elegantemente sufocavam o riso, o notário falou rispidamente; “Padre, eu deveria golpeá-lo com a espada para punir a zombaria….Por que se curva diante de mim e me faz de bobo publicamente?…Antônio ergueu a cabeça e olhou para o notário, mas não se levantou. Ó irmão, você não sabe a honra que Deus reservou a você. Tornei-me um pobre irmão menor de Francisco, porque desejava ser um mártir para a glória de Deus…Entretanto, Deus revelou-me que, um dia, você alcançará o sonho que eu tinha para mim mesmo.

O notário começou a gargalhar. “Que coisa mais ridícula”.

“Quando sua hora bem-aventurada chegar, peço-lhe que se lembre de mim”. Padre, você está enganado”. O notário cuspiu o rosto do frade, que estava erguido para ele, e esporeou seu cavalo.(p.243). “Que Deus o abençoe exclamou Antônio. E quando chegar sua hora lembre-se de mim.

…A conversão viera lentamente, como o gotejar incessante de uma água produzindo uma marca em uma pedra.Depois do Batismo de Filipe, o notário começou a ter dificuldades para dormir; imagens perturbavam-no. Imagens de sua infância, de sua fé, de padre Antônio…Uma manhã quando os pássaros cantavam…ele parou o cavalo junto a um córrego cristalino e rezou enquanto o animal bebia sedentamente. Senhor, se tu realmente existes, mostra-me o que devo fazer. Todo dia, durante uma semana, cavalgou  para o mesmo lugar e fez a mesma oração. Então o bispo foi para Puy-em-Velay e pregou palavras de fogo às pessoas. Exortou a se unirem a ele em uma cruzada à Terra Santa para converter os sarracenos à verdadeira fé em Cristo…

As pessoas que morressem lá na causa de Cristo, dizia o bispo, podiam ter a certeza de que iriam para o céu. Esta era sua resposta – uma oportunidade para obter a remissão de seus pecados. No fundo de sua alma ele sabia que não retornaria da terra santa…No caminho para lá, na missa diária e em oração, sua fé cresceu e aprofundou-se…

Quando o grupo de cavaleiros e crentes cristãos chegou a Jerusalém, o bispo começou a pregar….falou aos seguidores de Maomé sobre sua própria vida e sua maldade e proclamou a grandeza de Cristo como verdadeiro Filho de Deus…Todos foram torturados e todos iriam morrer…Com uma prece pelo sacerdote em seus lábios, foi lançado sobre a areia. Alguém empurrou um CEP de madeira para debaixo de seu pescoço. Senhor abençoa o sacerdote. Abençoa a missão dele, orou ele enquanto ouvia o movimento de uma espada impelida em direção ao seu pescoço.

(p.237-248. Madeline Pecora Nugent…);

Fonte: O Diário de Deus

DESEJO À VOCÊ!

Que… “Chuvas de Bênçãos sejam derramadas abundantemente sobre ti e tua Casa“… Que… a Unção de DEUS seja como um bálsamo a envolver tua vida e te Ungir Completamente pela Glória de DEUS“… Que… “DEUS faça prosperar tudo aquilo que vier até tuas mãos, e que de uma semente cresçam milhares de árvores Frutíferas“… Que… “Todas as Promessas de DEUS sejam uma Coroa de Vitória e Vida para você como Prova da Fidelidade do teu DEUS, acerca de tudo o que Ele Fala e Cumpre“… Que… “Rios de águas Vivas corram dentro de tí, purificando, e levando tudo aquilo o que não é de DEUS“. Que…“A Glória de DEUS repouse sobre sua vida…Amém ...