MENU

AVE MARIA

Ave-Maria, cheia de graça! O Senhor é convosco Bendita sois vós entre as mulheres e Bendito é o Fruto do vosso ventre, Jesus Santa Maria Mãe de Deus, rogai por nós os pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém

Páginas

OLÁ!



sábado, 23 de agosto de 2014

NOIVADO E MATRIMÔNIO

 

dom_angel_rubio.jpg

Dom Ángel Rubio, sobre a instituição base da sociedade, o matrimônio, e sua preparação:

Noivado e matrimônio

O matrimônio foi instituído por Deus Nosso Senhor no Paraíso terrestre quando uniu como esposos a Adão e Eva. O Matrimônio não é uma instituição puramente humana apesar das numerosas variações que pode sofrer ao longo dos séculos nas diferentes culturas, estruturas sociais e atitudes espirituais. Esta diversidade não deve fazer esquecer seus traços comuns e permanentes. Deus, que criou o homem por amor, o chamou também ao amor, vocação fundamental e inata de todo ser humano.

EU SOU O CAMINHO

"Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vai ao Pai senão por mim" (Jo 14,6). Em todos os tempos essas palavras de Nosso Senhor Jesus Cristo se fazem atuais, pois todo homem tem em si um senso que o leva a buscar a felicidade e a estabilidade própria da vida. Mas será que todos os homens encontram o que ambicionam?

Para aquele que crê em Deus e em Nosso Senhor, a resposta saltaria aos olhos numa única pincelada. Dir-se-ia que esta constante perplexidade humana estaria solucionada, para todos aqueles que sabem buscar a Nosso Senhor Jesus Cristo.

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

EVANGELHO DO DIA 22/08/2014

Sexta-feira, 22 de Agosto de 2014.

Santo do dia: Nossa Senhora Rainha; São João Wall, presbítero e mártir
Cor litúrgica: branco

Evangelho de hoje: São Lucas 1, 26-38

Primeira leitura: Isaías 9, 1-6
Leitura do livro do profeta Isaías:
1O povo, que andava na escuridão, viu uma grande luz; para os que habitavam nas sombras da morte, uma luz resplandeceu. 2Fizeste crescer a alegria, e aumentaste a felicidade; todos se regozijam em tua presença como alegres ceifeiros na colheita, ou como exaltados guerreiros ao dividirem os despojos. 3Pois o jugo que oprimia o povo, — a carga sobre os ombros, o orgulho dos fiscais — tu os abateste como na jornada de Madiã. 4Botas de tropa de assalto, trajes manchados de sangue, tudo será queimado e devorado pelas chamas. 5Porque nasceu para nós um menino, foi-nos dado um filho; ele traz aos ombros a marca da realeza; o nome que lhe foi dado é: Conselheiro admirável, Deus forte, Pai dos tempos futuros, Príncipe da Paz. 6Grande será o seu reino e a paz não há de ter fim sobre o trono de Davi e sobre o seu reinado, que ele irá consolidar e confirmar em justiça e santidade, a partir de agora e para todo o sempre. O amor zeloso do Senhor dos exércitos há de realizar estas coisas.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus

Salmo 112 (113)
— Louvai, louvai ó servos do Senhor, louvai, louvai o nome do Senhor. Bendito seja o nome do Senhor, agora e por toda a eternidade!
R: Bendito seja o nome do Senhor, agora e por toda a eternidade!
— Do nascer do sol até o seu ocaso, louvado seja o nome do Senhor! O Senhor está acima das nações, sua glória vai além dos altos céus.
R: Bendito seja o nome do Senhor, agora e por toda a eternidade!
— Quem pode comparar-se ao nosso Deus, ao Senhor, que no alto céu tem o seu trono e se inclina para olhar o céu e a terra?
R: Bendito seja o nome do Senhor, agora e por toda a eternidade!
— Levanta da poeira o indigente e do lixo ele retira o pobrezinho, para fazê-lo assentar-se com os nobres, assentar-se com os nobres do seu povo!
R: Bendito seja o nome do Senhor, agora e por toda a eternidade!

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 1, 26-38
- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Maria, alegra-te, ó cheia de graça, o Senhor é contigo; és bendita entre todas as muheres da terra! (Lc 1, 28)
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas:
Naquele tempo, 26o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, 27a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da Virgem era Maria. 28O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!” 29Maria ficou perturbada com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. 30O anjo, então, disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. 31Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. 32Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. 33Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim”. 34Maria perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?” 35O anjo respondeu: “O Espírito virá sobre ti, e o poder do Al­tíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. 36Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, 37porque para Deus nada é impossível”. 38Maria, então, disse: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!” E o anjo retirou-se.
- Palavra da salvação
- Glória a Vós, Senhor

Copyright© Arautos do Evangelho 2011. Todos os direitos reservados.
Divulgação autorizada, citando a fonte.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

ORAÇÃO DA PROSPERIDADE

PROSPERIDADE_DE_DEUS_500_x_375_
Ó Senhor, me alegro em vossa força e exulto de alegria em vosso auxílio, por isso a vós me dirijo, confiante em vosso poder, pois havereis de transformar meu nome numa bênção e de cobrir-me de alegria em vossa face.

É de vós que vem a riqueza e a glória, sois vós o Senhor de todas as coisas, por isso suplico-vos:

Vós, que tendes em vossas mãos a força e a riqueza, abençoe o meu trabalho (ou concedei-me a graça de ter um trabalho), pois é a vossa mão que tem o poder de dar a tudo grandeza e solidez.

Fazei que eu ande em vossos caminhos, Senhor, e que minha terra dê seus produtos e as árvores de meus campos se carreguem de frutos espirituais e materiais que eu coma vosso pão até a saciedade e habite em segurança em minha morada, que haja paz em minha casa, minha terra, que meu sono seja tranquilo.

Afastai de meus caminhos meus inimigos, caiam todos diante de vossa espada, multiplicai minhas colheitas, meus resultados e lucros, não rejeiteis minha alma.

Andai no nosso meio e fazei-me vosso servo. Aquilo que me dás que aos necessitados jamais negue e nunca esqueça de cumprir com vossos mandamentos de amar ao próximo como a mim mesmo e a vós acima de tudo.

Senhor, que eu não ande ansioso pela vida, porque a vida é mais que o alimento e o corpo mais que as vestes e se vós vestis os lírios e alimentais os pássaros do campo, também por vós serei protegido e nunca me há de faltar os bens necessários para a vida.

Livrai-me da avareza, cobiça, do amor ao dinheiro, raiz de todos os males, que a prosperidade venha a mim e que eu a use com sabedoria e amor.

Lembrai-vos de vosso servo, São José, o justo, o carpinteiro, pai adotivo de vosso Filho, patrono dos trabalhadores, e por sua intercessão concedei-me a graça que vos peço.

São José, homem justo e trabalhador, intercedei por mim para que imite vossas virtudes e tenha prosperidade, conforme a vontade celeste, força, beleza e graças espirituais, materiais e luz da sabedoria divina para guiar-me.

Ó Virgem fecunda, Senhora Rainha, Santa Maria, que nos destes a Riqueza e a Plenitude da Vida que e Jesus, acompanhai-me com vossas orações  e que por onde eu passar, siga-me o sucesso, a prosperidade e o poder, pois vós, Senhora , mais poderosa que exércitos em ordem de batalha, estais comigo e que eu nunca deixe de buscar a humildade e a caridade para com o próximo, que é a verdadeira riqueza cristã.

EVANGELHO DO DIA 21/08/2014

Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014.

Santo do dia: São Pio X, Papa; São José Ðăng Ðình Viên, presbítero e mártir
Cor litúrgica: branco

Evangelho de hoje: São Mateus 22, 1-14

Primeira leitura: Ezequiel 36, 23-28
Leitura da profecia de Ezequiel:
Assim fala o Senhor: 23“Vou mostrar a santidade do meu grande nome, que profanastes no meio das nações. As nações saberão que eu sou o Senhor – oráculo do Senhor Deus –, quando eu manifestar minha santidade à vista delas por meio de vós. 24Eu vos tirarei do meio das nações, vos reunirei de todos os países, e vos conduzirei para a vossa terra. 25Derramarei sobre vós uma água pura, e sereis purificados. Eu vos purificarei de todas as impurezas e de todos os ídolos. 26Eu vos darei um coração novo e porei um espírito novo dentro de vós. Arrancarei do vosso corpo o coração de pedra e vos darei um coração de carne; 27porei meu espírito dentro de vós e farei com que sigais a minha lei e cuideis de observar os meus mandamentos. 28Habitareis no país que dei a vossos pais. Sereis o meu povo e eu serei o vosso Deus”.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus

Salmo 50 (51)
— Criai em mim um coração que seja puro, dai-me de novo um espírito decidido. Ó Senhor, não me afasteis de vossa face, nem retireis de mim o vosso Santo Espírito!
R: Eu hei de derramar sobre vós uma água pura, e de vossas imundícies sereis purificados.
— Dai-me de novo a alegria de ser salvo e confirmai-me com espírito generoso! Ensinarei vosso caminho aos pecadores, e para vós se voltarão os transviados.
R: Eu hei de derramar sobre vós uma água pura, e de vossas imundícies sereis purificados.
— Pois não são de vosso agrado os sacrifícios, e, se oferto um holocausto, o rejeitais. Meu sacrifício é minha alma penitente, não desprezeis um coração arrependido!
R: Eu hei de derramar sobre vós uma água pura, e de vossas imundícies sereis purificados.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 22, 1-14
- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Oxalá, ouvísseis hoje a sua voz: Não fecheis os corações como em Meriba! (Sl 94, 8)
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:
Naquele tempo, 1Jesus voltou a falar em parábolas aos sumos sacerdotes e aos anciãos do povo, 2dizendo: “O Reino dos Céus é como a história do rei que preparou a festa de casamento do seu filho. 3E mandou seus empregados chamar os convidados para a festa, mas estes não quiseram vir. 4O rei mandou outros empregados, dizendo: ‘Dizei aos convidados: já preparei o banquete, os bois e os animais cevados já foram abatidos e tudo está pronto. Vinde para a festa!’ 5Mas os convidados não deram a menor atenção: um foi para o seu campo, outro para os seus negócios, 6outros agarraram os empregados, bateram neles e os mataram. 7O rei ficou indignado e mandou suas tropas, para matar aqueles assassinos e incendiar a cidade deles. 8Em seguida, o rei disse aos empregados: ‘A festa de casamento está pronta, mas os convidados não foram dignos dela. 9Portanto, ide às encruzilhadas dos caminhos e convidai para a festa todos os que encontrardes’. 10Então os empregados saíram pelos caminhos e reuniram todos os que encontraram, maus e bons. E a sala da festa ficou cheia de convidados. 11Quando o rei entrou para ver os convidados observou ali um homem que não estava usando traje de festa 12e perguntou-lhe: ‘Amigo, como entraste aqui sem o traje de festa?’ Mas o homem nada respondeu. 13Então o rei disse aos que serviam: ‘Amarrai os pés e as mãos desse homem e jogai-o fora, na escuridão! Ali haverá choro e ranger de dentes’. 14Porque muitos são chamados, e poucos são escolhidos”.
- Palavra da salvação
- Glória a Vós, Senhor

Copyright© Arautos do Evangelho 2011. Todos os direitos reservados.
Divulgação autorizada, citando a fonte.

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

ORAÇÕES ILUSTRADAS






ESTRELAS, FOGOS E PARAÍSO

fogos_Big Ben.jpg

Ao contemplarmos o firmamento todo estrelado, ou presenciarmos uma magnífica demonstração da arte pirotécnica, lembremo-nos do Paraíso Celeste. Ele é infinitamente mais belo, e há nele um lugar para cada um de nós!

A contemplarmos a abóbada celeste numa noite límpida e serena, nos encantamos com o belo cintilar das estrelas. Nossas cogitações se perdem na imensidão sideral e logo nos salta à mente uma interrogação: o que haverá nesse ilimitado espaço, além daquilo que nossa vista consegue alcançar? Ou: poderia o céu estrelado ser ainda mais esplendoroso?

Perguntas como estas se apresentam com facilidade ao espírito humano bem ordenado. Pois, tendo sido criado para Deus e para a felicidade eterna, deveria o homem passar a vida, nesta terra de exílio, à procura do infinito, da suprema perfeição, por assim dizer, sentindo saudades de um Paraíso que ele não conhece.
Por isso, depois de maravilhar-se na contemplação dos milhares de astros que luzem no firmamento, a tendência do homem é de "enriquecer" a obra da Criação. Põe-se ele, por exemplo, a imaginar como seria mais bela a abóbada celeste se variadas fossem as cores das estrelas... Mais ainda, se elas se parecessem a imensas pedras preciosas, como topázios, safiras, rubis, esmeraldas, turmalinas, a espargir cada qual seu brilho próprio.   

Não estaria com a mente povoada dessas considerações o homem que inventou os fogos de artifício? É bem possível, pois Deus concedeu ao ser humano aspirações e aptidões pelas quais ele, de alguma forma, complementa a obra da Criação. É inegável que essa descoberta possibilitou iluminar a noite com sucessivas chuvas de coloridas estrelas cintilantes, formando um variegado conjunto que nos enche de alegria, encanto e admiração.
Tal esplendor inspirou Georg Friedrich Händel a compor uma de suas mais conhecidas obras: Music for the Royal Fireworks (Música para os reais fogos de artifício), executada pela primeira vez em 1749, no Green Park, de Londres parafogos_de_cores.jpg celebrar o tratado de Aix-la-Chapelle.
                                                    
São magníficas, sem dúvida, as chuvas multicolores dos fogos de artifício, que vão se sucedendo umas às outras. Mas quão efêmeras! É esplendorosa a abóbada celeste pontilhada de estrelas luzentes. Contudo, quão distante está  desse esplendor, o rude elemento material do qual são constituídas!
No entanto, é não só legítimo, mas também benéfico nosso encanto por umas e outras. Pois elas fazem o papel de "pista de decolagem", nos remetendo para a consideração de uma realidade incomparavelmente superior: a do universo das almas bem-aventuradas. "Multiplicarei a tua posteridade como as estrelas do céu" (Gn 22, 17), foi a promessa divina a Abraão. E qual a verdadeira posteridade do grande Patriarca, senão aquela formada pelos milhões e milhões de santos que, como afirmou Jesus, "resplandecerão como o sol" (Mt 13, 43) no Reino do Pai por toda a eternidade?
Nesse universo sobrenatural, todos nós, sem exceção, somos chamados a ser um reluzente astro. Assim, quando contemplarmos o firmamento estrelado, ou presenciarmos uma magnífica demonstração da arte pirotécnica, lembremo-nos desta animadora verdade: o Paraíso Celeste é infinitamente mais belo, e há nele um lugar para cada um de nós!

Por: Marcelo Rezende Costa

Fonte: http://www.arautos.org/artigo/17782/Estrelas--fogos-e-Paraiso.html

LEIGOS PODEM BENZER A ÁGUA?

"PODEMOS, COMO LEIGOS, ABENÇOAR A ÁGUA?"

Sempre achei que sim, mas achar pode ser apenas um "achismo" e já há algum tempo venho pesquisando sobre o tema. Em alguns links da internet já li que SIM e que NÃO.

NO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA LEMOS QUE:

"Todo batizado é chamado a ser uma "bênção" e a abençoar. Eis por que os leigos podem presidir certas bênçãos; quanto mais uma bênção se referir à vida eclesial e sacramental, tanto mais sua presidência ser reservada ao ministério ordenado (bispo presbíteros - "padres" - ou diáconos)."

Sabemos que benzer uma água NÃO é um Sacramento, é um "sacramental", ou melhor, a água e objetos bentos são sacramentais.

Como batizada sou chamada a ser bênção e a abençoar. Logo, nesta condição todo leigo pode também abençoar a água!

Achei um link ótimo sobre O PODER DA BENÇÃO:

Interessante que a água benta é utilizada  nos primórdios da Igreja, em íntima conexão com o Batismo.

IRMÃ DULCE

 Seu nome de batismo era Maria: Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes. Em casa, ela era carinhosamente chamada de Mariínha. Dos vinte anos até o fim da vida passou a ser Irmã Dulce. Hoje ela é conhecida como Bem-aventurada Dulce dos Pobres, ou, se quiser, o Anjo Bom do Brasil.

Fragilidade que escondia uma fortaleza

Ninguém poderia prever que, depois de setenta e sete anos, a pequena e frágil filha do casal Augusto Lopes Pontes e Dulce Maria de Souza Brito Lopes Pontes seria capaz de fazer tudo que fez.

Foi uma vencedora: venceu sua fragilidade, seu temperamento, as adversidades, os enganos e desconfianças. Venceu a vida e, muitas vezes, venceu a morte que rondava os seus pobres. Venceu o demônio, o mundo e a carne.

Irma.jpg

"A figura de [Irmã Dulce dos Pobres] resplandece entre aqueles cristãos que fizeram da caridade a Deus e ao próximo toda sua vida. Sua caridade foi maternal, terna. Sua dedicação (...) tinha uma raiz sobrenatural e do alto trouxe energias e meios para colocar em prática uma espantosa atividade de serviço aos mais humildes.

Ela fez-se pobre junto aos pobres. Sem contraposições de classes, recordou aos ricos a exigência evangélica de repartir o pão com o faminto." (Congregação da Causa dos Santos ao concedendo a Irmã Dulce o título de Venerável.)

Ela nasceu há quase cem anos, no dia 26 de maio de 1914, em Salvador, na Bahia.

Mariínha ficou órfã de mãe muito cedo. Dona Dulce morreu em 1921, aos 26 anos, quando a menina tinha apenas sete anos.

Não foi por isso que ela deixou de ser uma criança alegre: brincava de roda, corria, cantava, subia em árvores para colher frutos, tocava instrumentos musicais. Acompanhava o pai em passeios e até assistiu partidas de futebol.

Ainda criança e já no início da adolescência, a filha do bem sucedido Cirurgião Dentista e Professor Universitário Dr. Augusto, rezava pedindo que Santo Antônio lhe desse um sinal do Céu, que indicasse seu futuro: deveria ou não deveria seguir a vida religiosa?

EVANGELHO DO DIA 20/08/2014

Quarta-feira, 20 de Agosto de 2014.

Santo do dia: São Bernardo de Claraval, abade e Doutor da Igreja; São Bernardo Tolomei, abade
Cor litúrgica: branco

Evangelho de hoje: São Mates 20, 1-16

Primeira leitura: Ezequiel 34, 1-11
Leitura da profecia de Ezequiel:
1A palavra do Senhor foi-me dirigida nestes termos: 2“Filho do homem, profetiza contra os pastores de Israel! Profetiza, dizendo-lhes: Assim fala o Senhor Deus aos pastores: Ai dos pastores de Israel, que se apascentam a si mesmos! Não são os pastores que devem apascentar as ovelhas? 3Vós vos alimentais com o seu leite, vestis a sua lã e matais os animais gordos, mas não apas­centais as ovelhas. 4Não fortale­cestes a ovelha fraca, não curas­tes a ovelha doente, nem enfai­xastes a ovelha ferida. Não trou­xestes de volta a ovelha extraviada, não pro­cu­rastes a ovelha perdida; ao contrário, do­minastes sobre elas com dureza e brutalidade. 5As ovelhas dispersaram-se por falta de pastor, tornando-se presa de todos os animais selvagens. 6Minhas ovelhas vaguearam sem rumo por todos os montes e colinas elevadas. Dispersaram-se minhas ovelhas por toda a extensão do país, e ninguém perguntou por elas, nem as procurou. 7Por isso, ó pastores, escutai a palavra do Senhor: 8Eu juro por minha vida – oráculo do Senhor Deus – já que minhas ovelhas foram entregues à pilhagem e se tornaram presa de todos os animais selvagens, por falta de pastor; e porque os meus pastores não procuraram as minhas ovelhas, mas apascentaram-se a si mesmos e não as ovelhas, 9por isso, ó pastores, escutai a palavra do Senhor! 10Assim diz o Senhor Deus: Aqui estou para enfrentar os pastores e reclamar deles as minhas ovelhas. Vou tirar-lhes o ofício de pastor, e eles não mais poderão apascentar-se a si mesmos. Vou libertar da boca deles as minhas ovelhas, para não mais lhes servirem de alimento. 11Assim diz o Senhor Deus: Vede! Eu mesmo vou procurar minhas ovelhas e tomar conta delas.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus

Salmo 22 (23)
— O Senhor é o pastor que me conduz; não me falta coisa alguma. Pelos prados e campinas verdejan­tes ele me leva a descansar. Para as águas repousantes me encaminha e restaura as minhas forças.
R: O Senhor é o pastor que me conduz, não me falta coisa alguma.
— Ele me guia no caminho mais seguro, pela honra do seu nome. Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, nenhum mal eu temerei. Estais comigo com bastão e com cajado, eles me dão a segurança!
R: O Senhor é o pastor que me conduz, não me falta coisa alguma.
— Preparais à minha frente uma mesa, bem à vista do inimigo; com óleo vós ungis minha cabeça, e o meu cálice transborda.
R: O Senhor é o pastor que me conduz, não me falta coisa alguma.
— Felicidade e todo bem hão de seguir-me, por toda a minha vida; e, na casa do Senhor, habitarei pelos tempos infinitos.
R: O Senhor é o pastor que me conduz, não me falta coisa alguma.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 20, 1-16
- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- A palavra do Senhor é viv a e eficaz: ela julga os pensamentos e as intenções do coração (Hb 4, 12)
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos esta parábola: 1“O Reino dos Céus é como a história do patrão que saiu de madrugada para contratar trabalhadores para a sua vinha. 2Combinou com os trabalhadores uma moeda de prata por dia, e os mandou para a vinha. 3Às nove horas da manhã, o patrão saiu de novo, viu outros que estavam na praça, desocupados, 4e lhes disse: ‘Ide também vós para a minha vinha! E eu vos pagarei o que for justo’. 5E eles foram. O patrão saiu de novo ao meio-dia e às três horas da tarde, e fez a mesma coisa. 6Saindo outra vez pelas cinco horas da tarde, encontrou outros que estavam na praça, e lhes disse: ‘Por que estais aí o dia inteiro desocupados?’ 7Eles responderam: ‘Porque ninguém nos contratou’. O patrão lhes disse: ‘Ide vós também para a minha vinha’. 8Quando chegou a tarde, o patrão disse ao administrador: ‘Chama os trabalhadores e paga-lhes uma diária a todos, começando pelos últimos até os primeiros!’ 9Vieram os que tinham sido contratados às cinco da tarde e cada um recebeu uma moeda de prata. 10Em seguida vieram os que foram contratados primeiro, e pensavam que iam receber mais. Porém, cada um deles também recebeu uma moeda de prata. 11Ao receberem o pagamento, começaram a resmungar contra o patrão: 12‘Estes últimos trabalharam uma hora só, e tu os igualaste a nós, que suportamos o cansaço e o calor o dia inteiro’. 13Então o patrão disse a um deles: ‘Amigo, eu não fui injusto contigo. Não combinamos uma moeda de prata? 14Toma o que é teu e volta para casa! Eu quero dar a este que foi contratado por último o mesmo que dei a ti. 15Por acaso não tenho o direito de fazer o que quero com aquilo que me pertence? Ou estás com inveja, porque estou sendo bom?’ 16aAssim, os últimos serão os primeiros, e os primeiros serão os últimos”.
- Palavra da salvação
- Glória a Vós, Senhor

Copyright© Arautos do Evangelho 2011. Todos os direitos reservados.
Divulgação autorizada, citando a fonte.

DESEJO À VOCÊ!

Que… “Chuvas de Bênçãos sejam derramadas abundantemente sobre ti e tua Casa“… Que… a Unção de DEUS seja como um bálsamo a envolver tua vida e te Ungir Completamente pela Glória de DEUS“… Que… “DEUS faça prosperar tudo aquilo que vier até tuas mãos, e que de uma semente cresçam milhares de árvores Frutíferas“… Que… “Todas as Promessas de DEUS sejam uma Coroa de Vitória e Vida para você como Prova da Fidelidade do teu DEUS, acerca de tudo o que Ele Fala e Cumpre“… Que… “Rios de águas Vivas corram dentro de tí, purificando, e levando tudo aquilo o que não é de DEUS“. Que…“A Glória de DEUS repouse sobre sua vida…Amém ...