MENU

AVE MARIA

Ave-Maria, cheia de graça! O Senhor é convosco Bendita sois vós entre as mulheres e Bendito é o Fruto do vosso ventre, Jesus Santa Maria Mãe de Deus, rogai por nós os pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém

Menu Deslizante

Páginas

OLÁ!

http://img1.picmix.com/output/pic/original/1/8/8/9/3899881_962d3.gif


quinta-feira, 19 de março de 2015

SÃO JOSÉ–Maior dos Anjos

São José, podemos afirmar com fundamento, se avantaja em dignidade e excelência aos próprios Anjos.

Esta doutrina tem razões sólidas para aboná-la, e não repugna teologicamente. Dizem os melhores teólogos Josefinos que o Santo Esposo de Maria foi predestinado numa ordem e grau mais sublimes que todos os espíritos angélicos.

Os Anjos são ministros, servos do Senhor. São José foi pai adotivo do Senhor, Verbo Encarnado. Os Anjos são os servos, os executores das ordens divinas. São José teve sob o seu governo e tutelae, obediente a ele e Maria, o próprio Deus durante trinta anos.

Et erat subditus illis. E estava sujeito, obediente a eles. Os Anjos obedecem a Deus. E Deus obedeceu a São José.

Os Anjos tiveram íntimas relações com o Verbo Encarnado e exerceram ministérios em ordem do Mistério da Encarnação. O Arcanjo Gabriel anuncia a Zacarias o nascimento do Precursor de Cristo e o mesmo Arcanjo anuncia a Virgem Santíssima o Mistério da Encarnação do Verbo. Os Anjos anunciam aos Pastores o nascimento do Salvador.

Um Anjo aparece a José para salvar o Menino-Deus da perseguição de Herodes. E de novo o avisa, quando morre o perseguidor, a que volte para Nazaré. Os Anjos servem a Jesus no deserto. Um deles conforta-O no Horto, e, na Ressurreição levantam a lousa do sepulcro, aparecem às santas mulheres.

Todos estes ministérios, porém, podem ser maiores que o de São José para com Jesus Cristo?

As afinidades de São José com Cristo são mais íntimas, mais profundas, especiais e diretas. Foi pai de Jesus, Rei dos Anjos, e esposo de Maria, Rainha dos Anjos.

Por mais que meditemos; nas prerrogativas e privilégios e grandezas dos Anjos, estas criaturas mais perfeitas que o Homem, nunca poderemos encontrar razão alguma que os torne superiores ao Santo Patriarca. Não há dúvida: pode chamar-se São José da Celeste Milícia.

São José e os Coros Angélicos

O grau de predestinação se mede pelo grau de caridade que têm as almas nesta vida. São José, pela sua união imediata com Jesus, o próprio Deus, fez tanto progresso no Amor Divino que se avantajou aos Anjos em dignidade.

Nenhum espírito celeste mereceu a honra de ser Pai adotivo do Filho de Deus. As relações das outras criaturas com Jesus foram, de certo modo, indiretas.

Referiam-se a alguma coisa de Jesus. Os Anjos executam as suas ordens, os mártires dão testemunho da verdade ensinada pelo divino Mestre, os Doutores desenvolvem seus ensinamentos divinos, as virgens honram a Pureza Eterna. Cada alma santa reproduz, de um modo predominante, tal ou tal virtude de Jesus.

O caráter distintivo, porém, das funções de São José é tender por sua própria naturezadiretamente à pessoa de Jesus Cristo, diz o Padre Sauvé.(1)

E é isto que faz o Santo Patriarca superior a todos os coros angélicos. Isolano,(2) comparando a missão de São José a de cada um dos coros angélicos, demonstra com a doutrina angélica de São Dionísio quanto maior, mais bela, mais sublime foi a missão de José.

Mais que simples mensageiro e guarda dos homens, foi aquele que do céu recebera o encargo de guarda de Jesus, cabeça do gênero humano.

Mais que os simples Anjos e Arcanjos. Mais que as potestades, virtudes e dominações. Mais elevado que os Tronos, mais conhecedor do Eterno e íntimo dos Arcanos celestes que os Querubins, mais abrasado na divina caridade que os Serafins.

É pois, São José Anjo pela vida, Arcanjo pelo Ofício, Príncipe pela vitória do Rei dos reis.Potestade pelas operações sobrenaturais, Virtude pela perfeição, Dominação, porque acima está das criaturas, Trono porque recebeu nos seus braços o próprio Deus. Querubim porque mais de perto conheceu a Deus; Serafim porque depois de Maria ninguém melhor e mais pode amar a Deus nem no céu nem na terra.

Digamos pois: Ó São José! Ó Santo acima dos Anjos e dos Santos, possamos imitar-vos na angélica pureza e servir a Maria, Rainha dos Anjos, para melhor amarmos o Rei Eterno dos Anjos.

(1) Sauvé — “Saint Joseph”.

(2) Cit.— Summa Josephina — Card. Vives, C. XLVI.

São José e a Missão dos Anjos

Os Anjos, define o catecismo, são puros espíritos que Deus criou para sua glória e seu serviço. A glória e o serviço de Deus é, pois, a missão dos espíritos celestes.

Para que foi criado e predestinado São José? — Para ser na terra a imagem do Pai celeste, o pai adotivo do próprio Deus e esposo da Mãe de Deus.

Os Anjos nos guiam, protegem, e os coros angélicos estão ao serviço do Senhor. Não é São José o guia poderoso de nossa vida, como o foi de Jesus?

Os Anjos têm a visão e o serviço de Deus. São José teve a intimidade do Filho de Deus Humanado e o serviu longos anos, do Presépio de Belém aos dias da pregação do Evangelho. Nenhum Anjo foi tão familiar de Deus.

Podia dizer São José ao Senhor: Meu Deus! Quando Tomastes a forma humana para nos remir, depois de Maria, vossa Mãe, e mais que vossos Anjos, tive a incomparável felicidade e honra de
vos servir.

Tivestes fome e sede, e Vos dei de comer e beber com o suor de meu rosto; eu Vos recebi nos meus braços e Vos salvei da morte e perseguição de Herodes.

Protegi, amparei vossa Mãe Santíssima! Senhor, recebi a missão de Vos amparar e proteger na terra, para que pudesse amparar e proteger meus devotos! Não é, realmente, superior, mais eficaz e poderoso o ministério de São José que o dos Anjos?

Peçamos ao Santo Patriarca nos obtenha a graça incomparável da salvação eterna pela fidelidade ao serviço de Deus na terra.

Invoquemos o nosso Anjo da Guarda para que nos ajude a honrar ao nosso grande Santo Protetor, que é também Príncipe dos Anjos e Arcanjos. José do Egito, figura de São José, fora constituído príncipe com todos os poderes sobre os demais súditos de Faraó.

São José fora constituído também, no Reino de Deus, o grande Príncipe, e lhe foram dadas as maiores e mais extraordinárias prerrogativas que o fizeram o Príncipe sem igual, acima de todos os súditos do Rei dos reis depois de Maria Santíssima, Rainha dos céus e da terra.

E nesta singular e privilegiada missão, quem pode contentar a supremacia de José sobre todos os Anjos e coros angélicos?

São José e as almas puras

As almas puras são comparadas aos Anjos. A virtude da pureza é chamada, e com razão,
virtude angélica.

São José, mais elevado que os Anjos, concede esta graça especialíssima da virtude angélica aos seus devotos. Os grandes Santos que mais se distinguiram na prática da pureza foram devotos fervorosos do
Santo Patriarca.

São Luiz Gonzaga que a Santa Igreja denomina o angélico moço, teve uma devoção fervorosa a São José.  O Santo Esposo da Imaculada: parecia lhe haver tocado com o seu lírio simbólico.

Santa Terezinha escreve: Desde pequenina, aprendi a amar, a invocar a São José. Como se deliciava na meditação dos encantos da vida da Sagrada Família em Nazaré! O Bem-aventuradoHermann José, da Ordem Premostratense, se distinguia por um amor ardente a São José. Meditava continuamente as virtudes do Santo Patriarca e procurava imitá-lo.

Um dia, numa destas aparições que sempre teve de Nossa Senhora, a Mãe de Deus lhe recomendou acrescentasse ao seu nome o nome de José. E Hermann o fez, cheio de alegria. Passou a assinar e chamar-se Hermann José. E assim é como todos o conhecem e invocam.

Outra vez, Maria Santíssima lhe depositou nos braços o Menino Jesus, como o devia ter feito mil vezes em Belém e em Nazaré nos braços de São José.

Um dos maiores devotos e apóstolos do culto de São José foi São Bernardino de Sena, religioso franciscano. Desde menino distinguiu-se por uma angélica pureza de costumes.

Ninguém ousava dizer, perto dele, uma palavra menos honesta. E seus companheiros de estudos, ao avistá-lo, diziam: Calemo-nos; deixemos toda conversa livre, porque Bernardino aí vem! Toda a sua pessoa inspirava respeito e falava da virtude dos Anjos.

O Santo atribuía todas as graças da sua vida, e sobretudo a pureza, a proteção de São José. O que são Bernardino escreveu e pregou sobre São José é, sem dúvida, o que melhor e o que mais se pode dizer da glória do Santo Esposo
de Maria.

Ele figura ao lado dos maiores e melhores apóstolos Josefinos.

Fonte: retirado do livro “São José” de Mons. Ascânio Brandão.

Fonte: Associação Apostolado do Sagrado Coração de Jesus

DESEJO À VOCÊ!

Que… “Chuvas de Bênçãos sejam derramadas abundantemente sobre ti e tua Casa“… Que… a Unção de DEUS seja como um bálsamo a envolver tua vida e te Ungir Completamente pela Glória de DEUS“… Que… “DEUS faça prosperar tudo aquilo que vier até tuas mãos, e que de uma semente cresçam milhares de árvores Frutíferas“… Que… “Todas as Promessas de DEUS sejam uma Coroa de Vitória e Vida para você como Prova da Fidelidade do teu DEUS, acerca de tudo o que Ele Fala e Cumpre“… Que… “Rios de águas Vivas corram dentro de tí, purificando, e levando tudo aquilo o que não é de DEUS“. Que…“A Glória de DEUS repouse sobre sua vida…Amém ...