MENU

AVE MARIA

Ave-Maria, cheia de graça! O Senhor é convosco Bendita sois vós entre as mulheres e Bendito é o Fruto do vosso ventre, Jesus Santa Maria Mãe de Deus, rogai por nós os pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém

Menu Deslizante

Páginas

OLÁ!

http://img1.picmix.com/output/pic/original/1/8/8/9/3899881_962d3.gif


segunda-feira, 20 de junho de 2016

BEM-AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO

No Sermão da Montanha, Jesus Cristo fez a nós uma promessa extraordinária: “Bem-aventurados os puros de coração, porque verão Deus!” (Mt 5, 8).

Em tempos nos quais a impureza aumenta cada vez mais nos corações, é de suma importância meditarmos a sexta “Bem-aventurança”, na qual nosso Mestre e Senhor Jesus Cristo proclama: “Bem-aventurados os puros de coração, porque verão Deus!” (Mt 5, 8). Esta é o tema do sexto artigo da série que a Fraternidade Discípulos da Mãe de Deus produz sobre as Bem-aventuranças e que apresentamos exclusividade:

No Sermão da Montanha, Jesus Cristo fez a nós uma promessa extraordinária: “Bem-aventurados os puros de coração, porque verão Deus!” (Mt 5, 8).A Imaculada Conceição

Um dia eu tive um sonho: nosso Senhor dizia-me que muitos homens são o que são, agressivos, luxuriosos, gananciosos e ingratos, por que lhes foi tirado do coração a pureza e a inocência. Por isso, Ele pediu para ensinar as nossas crianças da catequese, que são embaladas pelo carisma de nossa comunidade, esta oração:

Mãezinha do Céu, guarda a minha pureza e minha inocência. Não permitas que o mal arranque do meu coração o amor que tenho por Ti e por Teu Filho Jesus. Protege a Família Discípulos da Mãe de Deus, para que possa sempre te fazer mais conhecida e amada. Abençoa meus pais, meus irmãos e meus amigos. Obrigado por tudo o que eu tenho. Amém1.

O que não é ser puro de coração?

Hoje em dia, os valores estão invertidos. Antes se falava em “moça bem prendada”, que valoriza os afetos, usa roupas compostas, dotada de aptidão doméstica, provável boa dona do lar, que teria condições de cuidar dos filhos e da casa e no centro de seu coração está a família. Mas, atualmente se aplaude a “garota bem transada” que valoriza as emoções, aberta a todos os assuntos, moderninha, descolada, engraçada, divertida, que se preocupa com a aparência, roupas maneiras e sensuais. A sua preocupação está no exterior e no centro de seu coração estão os seus próprios interesses. Entre as duas classificações, as feministas estariam provavelmente apoiando aquela classe que busca por direitos de igualdade entre homens e mulheres.

Ser puro de coração não é executar suas próprias vontades, burlar normas, preceitos divinos e ser independente das pessoas. O coração muitas vezes engana! Nos faz pensar que os padrões morais são culturais! Como se a lei de Deus valesse apenas para uma parte do planeta. Alguém que conquista postos de liderança pode pensar que com suas capacidades verá o “ser supremo”. Pode ser que, para esta pessoa, a “divindade” que é idolatrada não seja nosso Senhor Jesus Cristo.

Ser puro de coração não é cometer “adultério”. Não posso colocar: “Amar a Deus e ao dinheiro”, no lugar de “Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu espírito e de todas as tuas forças. Eis aqui o segundo mandamento: Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mc 12, 30-31). Esta alteração seria uma falsificação, para não se cumprir os preceitos já estabelecidos.

Quem disse que aparência indica pureza de coração? Jesus por acaso apreciava a hipocrisia dos fariseus que queriam exalar uma “santidade de faxada”, mas eram impuros por dentro? A ‘‘pureza exterior’’ é fácil, é possível! Deus vê não a aparência, mas o coração. Lembre-se da comparação que Nosso Senhor fez com os fariseus: “Sois semelhantes aos sepulcros caiados: por fora parecem formosos, mas por dentro estão cheios de ossos, de cadáveres e de toda espécie de podridão” (Mt 23, 27).

Exibicionismo e depravação não são sinônimos de pureza de coração. Se você tem costume de usar roupas sensuais, decotadas ou curtas para melhor mostrar seu corpo, cuidado! A beleza do corpo humano é dom de Deus, mas pode ser que você tenha permitido a malícia entrar em seu coração e esteja corrompido, degenerado nos costumes, tendo pensamentos eróticos e fantasias comportamentais. Não podemos esquecer: “o vosso corpo é templo do Espírito Santo, que habita em vós” (1 Cor 6, 19). Deus quer fazer morada em nós. Em qual recanto de nossa humanidade damos espaço para Ele habitar?

Você tem um coração puro?

O significado da palavra pureza vem de “puro”, sem mistura. Um vinho ou leite que foi adulterado mediante adição de água é puro? Não sejamos presunçosos em achar que sumos puros e, por isso, ter certeza de ver a Deus. Lembremos do que disse São Luís Maria Grignion de Montfort a respeito:

Os devotos presunçosos são pecadores abandonados a suas paixões, ou amantes do mundo, que, sob o belo nome de cristãos e devotos da Santíssima Virgem, escondem ou o orgulho, ou a avareza, ou a impureza, ou a embriaguez, ou a cólera, ou a blasfêmia, ou a maledicência, ou a injustiça, etc.; que dormem placidamente em seus maus hábitos, sem violentar-se muito para se corrigir, alegando que são devotos da Virgem; que prometem a si mesmos que Deus lhes perdoará, que não hão de morrer sem confissão, e não serão condenados porque recitam seu terço, jejuam aos sábados, pertencem à confraria do santo Rosário ou do Escapulário, ou a alguma congregação; porque trazem consigo o pequeno hábito ou a cadeiazinha da Santíssima Virgem, etc2.

Pureza lembra inocência e indica castidade, que afasta a luxúria. Uma pessoa pode ter seu matrimônio, ter seus momentos sexuais com temperança e resguardar a pureza de coração. A grande questão da pureza está na intenção. O sexo é algo sagrado, necessário e lícito, para conservar a vida. Deus orienta-nos ao prazer comedido. Isso tanto vale para o alimento, como para o ato sexual. As pessoas casadas devem recorrer ao sexo, tendo intenção de propagar a espécie humana, estabelecer uma família, e obter maior intimidade.

Você é casado? Costuma ter relações sexuais, mesmo não sendo casado, apenas buscando o prazer na relação? Há pessoas que cometem incesto. Sabe o que significa? São pessoas que mantém relacionamentos sexuais com parentes próximos. Deus condena o incesto? O que a Igreja diz? No Catecismo encontramos:

O incesto designa relações íntimas entre parentes ou pessoas afins, em grau que proíba entre eles o casamento. [… A este respeito, dizia São Paulo:] ‘É preciso que, em nome Senhor Jesus… entreguemos tal homem a Satanás para a perda de sua carne…’ (1 Cor 5,1.3-5). O incesto corrompe as relações familiares e indica como que uma regressão à animalidade3.

Não se esqueça, pureza é sem mistura. Não tem espaço para divisão. O que você pensa sobre comportamento Bissexual? Você sente atração sexual por ambos os sexos? Para você o que importa é o prazer? Tem pessoas que chegam ao masoquismo e sentem prazer no sofrimento durante a relação afetiva e sexual!

Você tem um coração puro? Pode até se desculpar dizendo que não tem parceiros e, para se aliviar, busca “apenas a masturbação”. Meu amor, desde quando no momento deste ato não se busca pensamentos de coisas que evocam obscenidade, indecência e erotismo? A masturbação nos faz perder a pureza pois, ficar se estimulando com pornografias é ilusão de um mundo artificial, e por que não dizer que é egoísmo sexual!

Na epístola escrita aos Gálatas, o Apóstolo Paulo classifica como lixo satânico os desvios da personalidade, as obras da carne:

Ora, as obras da carne são estas: fornicação, impureza, libertinagem, idolatria, superstição, inimizades, brigas, ciúmes, ódio, ambição, dicórdias, partidos, invejas, bebedeiras, orgias e coisas semelhantes. Destas coisas vos previno, como já antes vos preveni: os que as praticarem não herdarão o reino de Deus (Gl 5, 19-21).

Não adianta uma pessoa se lamentar do distanciamento com Deus, se não for determinado a buscar a pureza. Lembre-se do que o filho pródigo disse: “Meu pai, pequei contra o céu e contra ti; já não sou digno de ser chamado teu filho” (Lc 15, 21). Mas, o irmão mais velho, movido pela inveja, revelou o pecado do irmão: “este teu filho, que gastou os teus bens com as meretrizes” (Lc 15, 30). Em nome de uma suposta “liberdade”, o orgulho humano luta contra a pureza, para que não nos reconciliemos com o Pai. A nossa salvação e a nossa esperança eterna dependem de Deus e da nossa decisão de submeter-nos a Ele. Só os que reconhecem que são pecadores e buscam o “não mais pecar” podem ter o coração puro. “Vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não abuseis, porém, da liberdade como pretexto para prazeres carnais. Pelo contrário, fazei-vos servos uns dos outros pela caridade, porque toda a lei se encerra num só preceito: Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Lv 19,18).

O que fazer para ter um coração puro?

Deus tem um “coração” puro, a Virgem Santíssima também, inclusive os anjos os santos. Estamos falando de uma mesma pureza? Não, afinal as dignidades são diferentes, as missões são distintas.

Pode o homem, não pecar pela visão, mas sim pelo tato? Um homem pode ter pureza nas mãos, mas não ter no olhar? O coração puro é o coração que não está dividido. Ter um puro coração, é ter harmonia em todos os órgãos. Os nossos sentidos, além de serem meios através dos quais reconhecemos o outro ou as coisas, eles podem também definir nossa sentença de vida eterna ou condenação eterna, ou seja, podem determinar se veremos a Deus ou não.

Ter um coração puro, é renegar, renunciar pensamentos provocados pela nossa carne, pelo mundo ou pelos demônios, tais como: erotismo é arte e não pornografia! No mundo moderno, para buscar o sexo, basta o desejo! Antes de casar experimente seu parceiro! Expressão e opção sexual é um direito humano! O fetichismo e o masoquismo sustentam um casamento! A maternidade deve ser livre e desejada! A sensação é mais importante que o sentimento! O Estado aprova casamento entre pessoas de mesmo sexo! Os jovens precisam curtir a vida! Pureza é fraqueza. O homem deve ser forte, dominador e afoito! É normal e lícito tudo aquilo que dá prazer! O mundo precisa viver a liberdade e respeitar os novos estilos de vida!

Há pessoas que são inconstantes e para não perderem “status, cargos e amigos”, passam a ser “Maria vai com as outras”, pessoas cuja opinião ou ponto de vista muda com facilidade ou a todo instante. No meio familiar, estudantil ou profissional temos que ter a mesma firmeza, o mesmo propósito, e entender que não veremos Deus se abortarmos a pureza de nossos corações. Só há uma verdade que nos pode libertar, e esta verdade é a Palavra de Deus (cf. Jo 8, 32).

Ter um coração puro é uma meta comportamental. E assim, precisa ser praticada. Se esforce para ser puro! Esteja aberto e disponível as outras pessoas, sem violar os seus próprios preceitos e a sua crença católica. Seja livre e franco. Demonstre e expresse com sinceridade o desejo de permanecer na pureza. E se por isso alguém não quiser sua amizade… Paciência! Acolha este conselho: “Se teu olho direito é para ti causa de queda, arranca-o e lança-o longe de ti, porque te é preferível perder-se um só dos teus membros, a que o teu corpo todo seja lançado na geena” (Mc 5, 29).

Exercite ser acessível e compreensivo com as pessoas, e desvie de conflitos. Se esforce para ser cândido, reservado, recatado e mantenha-se distante de coisas que não são lícitas. Não faça o mal, seja simples, natural e espontâneo, sem pretensões. Fuja de situações promíscuas. Para permanecer na pureza, é fundamental a compostura e a disciplina. A serenidade produz equilíbrio, a ponto da pessoa não mais se perturbar com facilidade. Seja honesto com as regras e tenha um comportamento moralmente irrepreensível. ‘‘Os olhos são os espelhos da alma’’. Quem usa seus olhos para explorar o corpo do outro com malícia, perde a pureza. Assim, coloque seus olhos na contemplação de Deus, por exemplo, na Eucaristia, ou na meditação das Escrituras, e receba a luz que santifica.

Os casados são chamados a uma castidade conjugal, que é um dever de todos os esposos cristãos. Nem tudo que um casal pode fazer, convém! Satanás vem entrando nos lares, sem ser visto, através dos contraceptivos, dos abortos, das uniões instáveis, que se dizem estáveis, levando-as ao divórcio. “A pílula anticoncepcional vem do Inferno”, dizia Pe. Pio, “e quem o usa comete pecado mortal”. E acrescentava: “Para todo bom casamento, o número dos filhos é estabelecido por Deus e não pela vontade dos esposos”. Dizia ainda mais, “quem está na estrada do divórcio, está na estrada no Inferno”. Pior é para quem cometer o crime do aborto! Que abram bem os olhos os esposos cristãos! Profanar o sacramento do Matrimônio nunca acontecerá sem sofrimento e maldições sobre as famílias. Lembrem-se bem que com Deus não se brinca!

Sim, é verdade! Todos nós somos impuros por causa de nossa natureza, corrompida pelo pecado original. Nascemos com um coração corrompido e nossos desejos são inclinados para o mal. Não podemos nos tornar puros por nós mesmos. Somente Deus pode purificar-nos da imundície espiritual. O sangue de Jesus, derramado na cruz, tem o poder para lavar-nos de toda a impureza, mas precisamos também voltar nossa vida à santidade, através da vivência da moral e dos bons conceitos. O que há de melhor a fazer, para sermos conduzidos a pureza? Entregarmo-nos a Virgem Maria! A este respeito, São Luís Maria já nos dizia em seu Tratado: “Quando Maria lança suas raízes em uma alma, maravilhas de graça se produzem, que só ela pode produzir, pois é a única Virgem fecunda que não teve jamais, nem terá semelhante em pureza e fecundidade”4.

A pureza do coração, presente na Virgem Maria

A natureza da Virgem Maria é marcada pela pureza. Nossa Senhora é afetiva e não “boba”! Sabia das ciladas que seriam armadas e partiu primeiro. Passou por este mundo sem nunca ter perdido o sentido da verdadeira pureza e da autêntica santidade. É gratificante verificar a ternura maternal de Maria, sua beleza, pureza e doçura, sem par, que atraem a muitos, qualquer que seja sua origem cultural e religiosa! Não é raro encontrarmos, por exemplo, muçulmanos, e até budistas, que a honram e, por vezes, não hesitam em invocar a Virgem de Nazaré.

Quando Jesus fala dos puros de coração, Ele se refere àqueles que têm um interior puro, isto é, àqueles que têm pensamentos, sentimentos, desejos, motivos e atitudes puras e sinceras, no relacionamento com Deus e com o próximo. Essa preciosa virtude da pureza leva o homem até o Céu, pela semelhança que ela tem com os anjos, e com o próprio Jesus Cristo.

Diz-me, então, o que significa a Assunção de Nossa Senhora? O esplendor da virgindade da Mãe de Deus fez dela a criatura mais radiosa que se pode imaginar. O dogma de fé da Virgindade Perpétua na alma e no corpo de Maria Santíssima envolve a concepção virginal de Jesus por obra do Espírito Santo, bem como sua maternidade virginal. Para resgatar o mundo, Cristo preservou o corpo e a alma de Maria de Nazaré da mancha do pecado original. Constatamos que a Virgem Santa fazia tanta questão de sua pureza, que ela não queria consentir ser Mãe de Deus antes que o anjo lhe tivesse assegurado que ela não perderia essa virtude, mas, tornando-se Mãe de Deus, ela seria ainda mais pura e mais agradável a Ele (cf. Lc 1, 35).

Na aparição de Fátima, Nossa Senhora disse que os pecados que mais mandam almas para o inferno são os pecados de impureza. Esses não são os mais graves, porém são os mais frequentes. Será que você nunca pecou contra a pureza? Você é puro? Reflita com Montfort: “Mas temos necessidade de um medianeiro junto do próprio medianeiro? Será a nossa pureza suficiente para que nos permita unir-nos diretamente a ele, e por nós mesmos?”5.

A promessa da Bem-aventurança: ver Deus!

Uma das condições para possuir a Bem-aventurança é ter a pureza de coração. Os puros serão verdadeiramente felizes, porque eles verão Deus.

Todo o engano consiste em fazer parecer bom aquilo que é ruim e mau, por isso o Inimigo insistiu em mostrar a Eva que o ‘‘fruto proibido’’ era bom, quando Deus disse ao homem e a mulher para deste não comer (cf. Gn 3, 1-5).

No momento em que Nosso Senhor ascendeu ao Céu, não esqueceu sua trajetória de cumplicidade que teve com sua Mãe. Tanto a natureza humana, quanto a divina, reconhecem na pessoa de Maria uma chama transbordante, aquela que mais soube cumprir a vontade de Deus, por ter a vida inteira respondido com “sim” (cf. Lc 1, 38). Mas, porventura Jesus poderosíssimo não teria primeiro estado com a sua fiel Escrava de Amor quando ressuscitou? Você até pode dizer que isso não foi escrito, mas leia a seguir: “Nem tudo foi escrito neste Livro” (cf. Jo 21, 25).

Pense conosco! Jesus, Luz dos Confessores, anunciava a ressurreição e este fato foi comentado e profetizado. Da mesma forma, a concepção do Salvador também era esperada, mas ninguém sabia qual seria a virgem escolhida. Na Anunciação, aquela Menina de Nazaré teve a confirmação que seria ela a Mãe do Salvador (cf. Lc 1, 31-33), mas não divulgou a ninguém… Nem a seus pais, nem a José, que o Menino Deus já se encontrava em seu ventre. Soube, sim, guardar em seu coração esse Mistério. Da mesma forma, ela sendo a primeira a ter encontrado Jesus após a ressurreição, poderia guardar este segredo que seria revelado em seguida, pois sempre acreditou que se realizaria.

Faça um exercício espiritual! Medite que Jesus, nosso Irmão, é justo. Assim sendo, Ele poderia ter aparecido antes mesmo que a Madalena, a Maria, sua Mãe! Ele teria prazer em compartilhar com ela “o pisar na cabeça da Serpente” (cf. Gn 3, 15), já que através da ressurreição, a vida venceu a morte.

Se Jesus veio aliviar nosso fardo, teria Ele a graça de livrar sua Mãe da dor e do sofrimento decorrente da paixão, uma vez que Ele próprio a livrou e a preservou do pecado original. Sempre foram atribuídos privilégios singulares à Maria de Nazaré. Entre estes, foi ela, por inteira confiança, chamada a presença de Deus. Não é dogma de fé se ela morreu ou não, mas sim, que foi assunta ao Céu pelo poder do Altíssimo, em corpo e em alma. Ela entrou no mundo de forma sobrenatural, seria normal que saísse de forma sobrenatural. Nosso Senhor foi o melhor de todos os filhos. Jesus, Hóstia Santa que nos alimenta, é carne de sua Mãe, seu sangue é o sangue de sua Mãe. Como deixaria que sua carne fosse corrompida pelos vermes da terra?

Se a Santíssima Trindade permitiu que vários santos não passassem pela podridão do túmulo, tornando os seus corpos incorruptos; muito mais faria pelo corpo que o revestiu em sua natureza humana. Pelos méritos alcançados e por ser Onipotente, Cristo, Alegria dos Anjos, teria poder para fazê-la ressuscitar sem que seu corpo passasse pela corrupção.

Você precisa assimilar a importância de Maria Santíssima para a Trindade. Ela foi, em seu aniquilamento e humildade, nada menos que recebida e coroada na vida eterna, como Rainha do Céu, da Terra, de todas as Criaturas. Ou seja, ela vê, contempla e adora Deus face a face:

No Céu, Maria impera aos anjos e aos bem-aventurados. Como recompensa de sua profunda humildade (cf. Lc 1, 48), deu-lhes Deus o poder e o encargo de encher de santos os tronos deixados vazios pela orgulhosa queda dos anjos apóstatas. É vontade do Altíssimo, que exalta os humildes (Lc 1, 52), que o céu, a terra e os infernos obedeçam, livre ou forçadamente, as ordens da humilde Maria. Fê-la soberana do céu e da terra, condutora de seus exércitos, guarda de seus tesouros, dispensadora das suas graças, obreira de suas grandes maravilhas, reparadora do gênero humano, medianeira dos homens, vencedora dos inimigos de Deus e fiel companheira de suas grandezas e triunfos6.

O que a Mãe Santíssima pode querer para nós, seus filhos? Com certeza, que vejamos Deus nesta vida e na vida que está por vir. Agora vemos Deus pela fé, pela Palavra, pela Eucaristia, pelas obras da criação, na Providência, nos irmãos. Mas, então veremos como Ele é, face a face (1 Cor 13, 12). Que alegria, que Glória! “Vem, Senhor Jesus!” (Ap 22, 20).

 

Links relacionados:

DISCÍPULOS DA MÃE DE DEUS. História da Fundação.

DISCÍPULOS DA MÃE DE DEUS. Objetivo do Carisma Discípulos da Mãe de Deus.

TODO DE MARIA. Mara Carvalho e a Discípulos da Mãe de Deus.

 

Referências e notas:

1 As orações da Fraternidade Discípulos da Mãe de Deus tem Aprovação Eclesiástica, por isso podem ser rezadas por todo povo de Deus.

2 SÃO LUÍS MARIA GRIGNION DE MONTFORT. Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem, 97.

3 PAPA JOÃO PAULO II. Catecismo da Igreja Católica, 2388.

4 Idem, 35.

5 Idem, 85.

6 Idem, 28.

Fonte: Todo de Maria

DESEJO À VOCÊ!

Que… “Chuvas de Bênçãos sejam derramadas abundantemente sobre ti e tua Casa“… Que… a Unção de DEUS seja como um bálsamo a envolver tua vida e te Ungir Completamente pela Glória de DEUS“… Que… “DEUS faça prosperar tudo aquilo que vier até tuas mãos, e que de uma semente cresçam milhares de árvores Frutíferas“… Que… “Todas as Promessas de DEUS sejam uma Coroa de Vitória e Vida para você como Prova da Fidelidade do teu DEUS, acerca de tudo o que Ele Fala e Cumpre“… Que… “Rios de águas Vivas corram dentro de tí, purificando, e levando tudo aquilo o que não é de DEUS“. Que…“A Glória de DEUS repouse sobre sua vida…Amém ...