MENU

AVE MARIA

Ave-Maria, cheia de graça! O Senhor é convosco Bendita sois vós entre as mulheres e Bendito é o Fruto do vosso ventre, Jesus Santa Maria Mãe de Deus, rogai por nós os pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém

Menu Deslizante

Páginas

OLÁ!

http://img1.picmix.com/output/pic/original/1/8/8/9/3899881_962d3.gif


segunda-feira, 17 de agosto de 2015

A SUA CONFIANÇA EM DEUS PRECISA TER BASES FORTES, INABALÁVEIS… QUAIS?– Parte I I


Nosso Senhor ressuscita Lázaro; o Seu infinito poder é uma grande razão para termos Confiança;

O Verbo Encarnado, que a nós Se deu, possui um poder sem limites.
Aparece no Evangelho como supremos Senhor da terra, dos demônios e da vida sobrenatural; tudo está submetido ao seu domínio soberano.
Existe ainda nesse poder do Salvador outro motivo seguríssimo de confiança. Nada pode impedir Nosso Senhor de socorrer-nos e proteger-nos.
Jesus domina as forças da natureza.
Logo no início do seu ministério apostólico, assiste às bodas de Caná. No correr do banquete, o vinho vem a faltar. Que humilhação para a pobre gente que havia convidado o Mestre com sua Mãe e os discípulos!
A Virgem Maria percebe logo o contratempo; é Ela sempre a primeira a perceber as nossas necessidades e a aliviá-las. Lança ao Filho um olhar de súplica; murmura-Lhe em voz baixa um curto pedido.
Conhece Maria o seu poder e o seu amo. E Jesus, que nada sabe recusar-Lhe, transforma a água em vinho! Foi este o seu primeiro milagre.
De outra feita, uma tarde, para evitar a turba que O assalta e comprime, atravessa o Mestre, de barca, com os discípulos, o lago de Genesaré. Enquanto navegam, levanta-se o vento em furacão, desaba a tempestade, as ondas crescem, os vagalhões esboroam-se com temeroso estrondo.
A água inunda o tombadilho; vai afundar-se a embarcação. Ele, fatigado da dura labuta, dorme à popa, a cabeça divina apoiada sobre o cordame. Os discípulos aterrorizados acordam-nO gritando: “Mestre, Mestre, salvai-nos que perecemos!”.
Então o Salvador levanta-Se; fala ao vento; diz ao mar enfurecido: “Silêncio, acalma-te!”.Instantaneamente tudo se acalmou! As testemunhas dessa cena interrogaram-se com assombro: “Quem é este Homem a Quem o mar e os ventos obedecem?”.

Jesus cura os enfermos.
Muitos cegos dEle se aproximam às apalpadelas; a Ele chamam o seu infortúnio: “Filho de David, tende piedade de nós!”. O Mestre toca-lhes os olhos, e esse contato divino os abre para a luz.
Trazem-Lhe um surdo-mudo, pedindo-Lhe que sobre ele imponha as mãos. O Salvador atende a esse desejo, e a boca do homem fala, e os seus ouvidos ouvem.
No caminho, encontra um dia dez leprosos. O leproso é um exilado na sociedade humana; repelem-no das aglomerações; evita-se o seu convívio, pelo medo do contágio; todos se afastam com horror da sua podridão…
Os dez leprosos nem ousam aproximar-se de Nosso Senhor… ficam ao longe. Mas, reunindo o pouco de forças deixadas pela moléstia, gritam dessa distância: “Senhor, tende piedade de nós!”…
Jesus, que devia ser na Cruz o grande leproso, que devia ser na Eucaristia o grande abandonado, comove-Se com essa miséria: “Ide mostrar-vos aos sacerdotes”, lhes diz.
E enquanto os infelizes caminham para executar as ordens do Mestre… sentem-se curados!

Jesus ressuscita os mortos.
São três os que Ele faz voltar à vida. E, também, pelo mais maravilhoso dos prodígios, depois de morrer nas ignomínias do Gólgota, depois de ter sido depositado no Sepulcro, Ele se ressuscita a Si mesmo na madrugada do terceiro dia.
É assim a que a nós também ressuscitará no fim dos tempos.
Os nossos amados, os nossos mortos, Ele no-los restituirá transformados, mas sempre semelhantes ao que foram.
Estancará assim as nossas lágrimas por toda a eternidade. Então não haverá mais pranto, nem ausência, nem luto, porque terá terminado a era da nossa miséria.

Jesus domina o inferno.
Durante os três anos da sua vida pública, Ele, por vezes, encontra-Se com possessos. Fala aos demônios em tom de autoridade soberana; dá-lhes ordens imperiosas, e os demônios fogem à sua voz, confessando-Lhe a divindade!

Jesus é o Senhor da vida sobrenatural.
Ressuscita almas mortas e lhes restitui a graça perdida. E para provar que tem, realmente, esse poder divino, cura um paralítico.
“Que será mais fácil, pergunta aos escribas que O cercam, que será mais fácil dizer: Teus pecados te são perdoados; ou: Levanta-te e caminha? A fim de que conheçais que o Filho do homem tem sobre a terra o poder de perdoar os pecados: Levanta-te, diz ao paralítico, toma a tua enxerga e volta para casa”.
Seria bom meditar largamente sobre o estupendo poder de Jesus Cristo. Quando se trata de por esse poder a serviço do seu amor por nós, o Mestre nunca hesita.

DESEJO À VOCÊ!

Que… “Chuvas de Bênçãos sejam derramadas abundantemente sobre ti e tua Casa“… Que… a Unção de DEUS seja como um bálsamo a envolver tua vida e te Ungir Completamente pela Glória de DEUS“… Que… “DEUS faça prosperar tudo aquilo que vier até tuas mãos, e que de uma semente cresçam milhares de árvores Frutíferas“… Que… “Todas as Promessas de DEUS sejam uma Coroa de Vitória e Vida para você como Prova da Fidelidade do teu DEUS, acerca de tudo o que Ele Fala e Cumpre“… Que… “Rios de águas Vivas corram dentro de tí, purificando, e levando tudo aquilo o que não é de DEUS“. Que…“A Glória de DEUS repouse sobre sua vida…Amém ...