MENU

AVE MARIA

Ave-Maria, cheia de graça! O Senhor é convosco Bendita sois vós entre as mulheres e Bendito é o Fruto do vosso ventre, Jesus Santa Maria Mãe de Deus, rogai por nós os pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém

Menu Deslizante

Páginas

OLÁ!

http://img1.picmix.com/output/pic/original/1/8/8/9/3899881_962d3.gif


segunda-feira, 22 de maio de 2017

A ANUNCIAÇÃO DO ANJO E A RESPOSTA DE MARIA

Meditemos com Santo Afonso Maria de Ligório sobre o insondável mistério da Anunciação e a resposta generosa da sempre Virgem Maria.

O mistério da Anunciação do Arcanjo São Gabriel: “Ecce concipies in utero et paries filium, et vocabis nomen eius Iesum — Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus” (Lc 1, 31), foi coroado com a resposta da Santíssima Virgem Maria: “Ecce ancilla Domini, fiat mihi secundum verbum tuum — Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra” (Lc 1, 38) e o mistério da Encarnação do Verbo de Deus.

A Anunciação do Anjo a Virgem Maria

Podemos pensar que a reposta da Mãe de Deus aconteceu facilmente e que não houve uma reflexão a respeito desses elevados e sublimes mistérios. No entanto, a Santíssima Virgem ficou cheia de temor, pois foi colocada pela Anunciação do Anjo diante de uma decisão importantíssima. Não se tratava somente da decisão mais importante de sua vida, mas também de todo gênero humano.

O mistério da Anunciação do Anjo a Virgem Maria

Deus quis enviar seu Filho para se fazer homem e assim redimir a humanidade perdida pelo pecado e, para isso, escolheu para Ele uma Mãe virginal, entre todas as virgens a mais pura, a mais santa e a mais humilde. Enquanto a Virgem Maria estava em sua pobre casa suplicando a Deus pela vinda do Salvador, eis que lhe apareceu um Anjo que a saúda e lhe diz: “Ave gratia plena: Dominus tecum — Ave, cheia de graça: o Senhor é convosco” (Luc 1, 28). Que faz a pobre e humilde Virgem de Nazaré ao ouvir tão elogiosas palavras? Não se envaidece, mas cala-se perturbada, julgando-se indigna de tais louvores: “Turbata est in sermone eius — Perturbou-se ela com estas palavras” (Lc 1, 29). Diante disso, exclama Santo Afonso: “— Ó Maria, vós tão humilde, e eu tão orgulhoso! Obtende-me a santa humildade”[1].

Esses louvores não fizeram Nossa Senhora pensar que fosse ela a escolhida para Mãe do Redentor. Mas, as palavras do Arcanjo serviram somente para fazer com que ela entrasse num estado de grande temor, de modo que foi preciso que ele a animasse a não temer, porque encontrou graça diante de Deus (cf. Lc 1, 30). Depois, São Gabriel anunciou-lhe que Deus a escolheu para Mãe do Filho de Deus, o Salvador do mundo: “Ecce concipies in utero, et paries filium, et vocabis nomen eius Iesum — Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus” (Lc 1, 31).

A resposta da Virgem Maria ao mistério da Anunciação

A respeito da resposta da Santíssima Virgem ao mistério da Anunciação, São Bernardo pergunta e logo depois responde:

[…] porque tardais, ó Virgem santa, a dar o consentimento? O Verbo Eterno espera-o para tomar a natureza humana e fazer-se vosso filho; também o esperamos nós, que estamos infelizmente condenados à morte eterna. Se consentirdes em ser Mãe do Redentor, todos nós seremos livres da morte eterna. Respondei, Senhora, depressa: não retardeis mais a salvação do mundo, que agora depende de vosso consentimento”[2].

Felizmente, eis que Nossa Senhora já responde ao Anjo: “Ecce ancilla Domini, fiat mihi secundum verbum tuum — Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra” (Lc 1, 38). Se Deus escolhe uma escrava ou serva para sua Mãe, não louvemos a escrava, mas somente a bondade do Senhor, que se dignou honrá-la assim. Por isso, invoquemos a Mãe do Salvador,  dizendo: “— Ó Bem-Aventurada Virgem Maria, quanto soubestes agradar e ainda agradais a vosso Deus! Tende piedade de mim!”[3]

Assim, eis como Nossa Senhora, enquanto na sua casa está suplicando a Deus pela vinda do Salvador, vê um Anjo que a saúda e lhe anuncia ser ela a mulher destinada para ser a Mãe do “Filho do Altíssimo” (Lc 1, 32). A humilde Virgem de Nazaré, julgando-se excessivamente indigna de tamanha honra, fica muito perturbada. Mas, depois das palavras do Arcanjo: “Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus” (Lc 1, 30), ela dá o consentimento e, naquele mesmo instante, o Verbo de Deus se tornou seu Filho. Diante desse mistério insondável, rezemos a Virgem Maria com Santo Afonso: “Ó grande Mãe de Deus, vós, tão privilegiada e tão humilde, nós tão pecadores e tão orgulhosos! Obtende-nos a santa humildade”[4].

Oração de Santo Afonso Maria de Ligório

Ó Virgem imaculada e santa, das criaturas a mais humilde e maior diante de Deus! Éreis bem pequena a vossos próprios olhos, mas aos olhos de vosso Senhor éreis tão grande, que ele vos elevou a ponto de vos escolher para sua mãe. Dou graças a Deus por vos ter elevado tão alto, e me regozijo convosco ao ver-vos tão unida a Deus, que mais o não podia ser uma simples criatura. Vendo que juntais tamanha humildade a tantas perfeições, envergonho-me de aparecer diante de vós, orgulhoso como sou, não obstante tantos pecados. Mas, miserável como sou, quero saudar-vos.

Ave Maria, gratia plena: Vós sois cheia de graça, obtende-me uma parte dela. Dominus tecum: O Senhor foi sempre convosco, desde o primeiro instante da vossa existência, mas a vós se uniu muito mais estreitamente fazendo-se vosso filho. Benedicta tu in mulieribus: Ó mulher bendita entre todas as mulheres, obtende-nos também as divinas bênçãos. Et benedictus fructus ventris tui: Ó feliz planta, que destes aos mundo tão nobre e santo fruto!

Sancta Maria, Mater Dei: Ó Maria, reconheço que sois verdadeiramente Mãe de Deus, e em defesa desta verdade pronto estou a dar mil vezes a minha vida. Ora pro nobis peccatoribus: Se sois Mãe de Deus, sois também Mãe de nossa salvação, Mãe dos pobres pecadores, porque, para salvar os pecadores, é que Deus se fez homem, e se ele vos fez sua Mãe, é para que vossas orações tenham virtude de salvar qualquer pecador. Rogai então por nós, ó Maria — Nunc et in hora mortis nostrae. Rogai sempre: rogai agora que estamos expostos a mil tentações e perigos de perder a Deus; mas rogai sobretudo na hora de nossa morte, afim de que, salvos pelos merecimentos de Jesus Cristo e por vossa intercessão, possamos ir saudar-vos e louvar a vosso divino Filho e a vós, no céu, durante toda a eternidade.

“Ó Deus, que mediante a embaixada do anjo quisestes que vosso Verbo tomasse carne no seio da Bem-Aventurada Virgem Maria: concedei-me que, assim como a venero como verdadeira Mãe de Deus, seja ajudado pela sua intercessão junto a vós”. Fazei-o pelo amor do mesmo Jesus Cristo[5].

Nossa Senhora da Anunciação, rogai por nós!

 

Links relacionados:

TODO DE MARIA. A consagração e o mistério da Encarnação.

TODO DE MARIA. O sublime e elevado mistério da Ave-Maria.

TODO DE MARIA. A misericórdia de Maria com os pecadores.

Referências:

[1]  SANTO AFONSO MARIA DE LIGÓRIO.  Meditações para todos os dias e festas do ano – Tomo I, p. 454.

[2] Idem, p. 455.

[3] Idem, ibidem.

[4] Idem, p. 454.

[5]  Idem, p. 456.

Fonte: Todo de Maria

DESEJO À VOCÊ!

Que… “Chuvas de Bênçãos sejam derramadas abundantemente sobre ti e tua Casa“… Que… a Unção de DEUS seja como um bálsamo a envolver tua vida e te Ungir Completamente pela Glória de DEUS“… Que… “DEUS faça prosperar tudo aquilo que vier até tuas mãos, e que de uma semente cresçam milhares de árvores Frutíferas“… Que… “Todas as Promessas de DEUS sejam uma Coroa de Vitória e Vida para você como Prova da Fidelidade do teu DEUS, acerca de tudo o que Ele Fala e Cumpre“… Que… “Rios de águas Vivas corram dentro de tí, purificando, e levando tudo aquilo o que não é de DEUS“. Que…“A Glória de DEUS repouse sobre sua vida…Amém ...