MENU

AVE MARIA

Ave-Maria, cheia de graça! O Senhor é convosco Bendita sois vós entre as mulheres e Bendito é o Fruto do vosso ventre, Jesus Santa Maria Mãe de Deus, rogai por nós os pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém

Menu Deslizante

Páginas

OLÁ!

http://img1.picmix.com/output/pic/original/1/8/8/9/3899881_962d3.gif


sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

A RIQUEZA E A PROPRIEDADE SÃO BOAS QUANDO AJUDAM OS OUTROS


O papa escreve o prefácio do livro "Pobre e para os pobres: a missão da Igreja", escrito pelo cardeal Müller
O papa Francisco escreveu o prefácio do livro “Povera per i poveri. La missione della Chiesa” [Pobre e para os pobres: a missão da Igreja], do cardeal Gerhard Müller, que será apresentado na próxima terça-feira. No prólogo, o Santo Padre fala sobre a pobreza não somente econômica, mas também social e moral, e nos convida a usar os bens não apenas para a satisfação das nossas próprias necessidades, mas também para ajudar as outras pessoas a “produzir frutos”. O papa afirma que a pobreza pode ser entendida como um recurso quando nos leva à solidariedade, a ponto de Jesus tê-la transformado em uma bem-aventurança.
“O dinheiro é um instrumento que, de alguma forma, como a propriedade, prolonga e aumenta a capacidade da liberdade humana”. Por isso, ele permite “agir no mundo, atuar e gerar fruto”. Mas o dinheiro é também um meio que afasta o homem do homem, encerrando-o num horizonte egoísta. O prefácio do livro do cardeal Müller foi publicado hoje pelo principal jornal italiano, o Corriere della Sera.
O Santo Padre cita, no prefácio, uma palavra aramaica que Jesus usa no evangelho, “mammona”, ou seja, “tesouro escondido”, e recorda que os bens “mantidos só para nós mesmos, escondidos dos outros, produzem iniquidade”. Ele cita ainda o termo grego usado por São Paulo, “arpagmos”, como um bem “guardado zelosamente para si mesmo, ou pior, como fruto do que foi roubado de outros”.
O papa também ressalta que a palavra “pobreza”, no mundo ocidental, é reduzida simplesmente a sinônimo de “mal-estar”, relacionando-se com a falta de poder econômico, o que significa irrelevância de poder político, social e humano, a ponto de que “aquele que não possui dinheiro só é levado em consideração na medida em que pode servir para outras finalidades”.
Isto ocorre quando o homem, “tendo perdido a esperança no transcendente”, “perde também a alegria da gratuidade”, de “fazer o bem pela simples beleza de fazer o bem”.
Francisco destaca que “a tarefa dos cristãos é redescobrir, viver e anunciar a todos esta preciosa e original unidade entre o ganho e a solidariedade”, e sublinha que, quanto mais o mundo contemporâneo descobrir esta verdade, mais se resolverão tantos problemas econômicos existentes hoje.
Nesta panorâmica, Bergoglio precisa que “não existem somente as pobrezas relacionadas com a economia. Jesus mesmo nos lembra, como advertência, que a nossa vida não depende apenas dos nossos bens”.
O Santo Padre fala da necessidade de solidariedade que todos experimentamos desde crianças. Primeiro, das atenções e cuidados dos pais; depois, em cada etapa da vida, sentimos a necessidade da ajuda de alguém, porque ninguém “conseguirá nunca afastar de si o limite da impotência diante de algo ou de alguém”.
Nesta ótica, a pobreza não deve ser sentida como uma limitação, mas como um recurso, já que o que é dado se transforma em um dom que é vantajoso para todos. E “esta é a luz positiva com que o evangelho nos convida a olhar para a pobreza” e o “porquê de Jesus a ter transformado em uma bem-aventurança”.

DESEJO À VOCÊ!

Que… “Chuvas de Bênçãos sejam derramadas abundantemente sobre ti e tua Casa“… Que… a Unção de DEUS seja como um bálsamo a envolver tua vida e te Ungir Completamente pela Glória de DEUS“… Que… “DEUS faça prosperar tudo aquilo que vier até tuas mãos, e que de uma semente cresçam milhares de árvores Frutíferas“… Que… “Todas as Promessas de DEUS sejam uma Coroa de Vitória e Vida para você como Prova da Fidelidade do teu DEUS, acerca de tudo o que Ele Fala e Cumpre“… Que… “Rios de águas Vivas corram dentro de tí, purificando, e levando tudo aquilo o que não é de DEUS“. Que…“A Glória de DEUS repouse sobre sua vida…Amém ...